Orientação sobre organização

Compartilhe esse conteúdo!

Preparei esse artiguinho especialmente para você que sente que não se dá muito bem com organização. Esse não é um texto para se decorar, então leia, entenda, pense esses passos na sua vida, e volte sempre que precisar.

1 – Comece a organização pela semana, é bom manter anotado em algum papel ou aplicativo as atividades da semana com seus horários de início e término. Monte seu planejamento em um formato de fácil acesso e visualização.

  • Ter essa visualização te ajuda a entender seus horários vagos sem “colocar coisa onde não cabe”.

2 – Busque dormir com a casa o mais arrumada possível. A arrumação é um momento onde você organiza seu ambiente e emoções, isso pode te ajudar a dormir melhor, fora que acordar com tudo em ordem já é ótimo por si só.

  • Se possível deixe algumas coisas do dia seguinte já de fácil acesso, é bom principalmente se você sofre com esquecimento de objetos.


3 – Quando for começar uma atividade ou projeto “tome consciência da atividade”, em 2 ou 3 minutos você escreve em um post-it

  • Quais recursos precisa.
  • Em quantas e quais etapas pode dividir o projeto. (isso ajuda a não achar “que precisa terminar tudo em um dia só”).
  • A melhor sequência para a execução. Também dá pra se perguntar “tem algo que posso delegar para alguém?”

* Nas primeiras vezes “tomar consciência da atividade” vai demorar um pouco mais. Não se desestabilize, você está aprendendo a pensar seu tempo, ritmo e energia, é uma habilidade que poucos tem e que vai usar a vida toma , aproveite e aprenda com paciência!

4 – Se está tudo abarrotado nesse momento “se tudo é realmente para agora” você tem que lidar com isso e, passado o burburinho, dá pra começar a se organizar melhor para a vida, de toda forma, “coloque um limite para o burburinho”. Pense em um tempo REALISTA no qual consegue sair das demandas de extrema urgência, caso contrário a agitação e ansiedade vão parecer seu próprio ritmo. Também pense na possibilidade de delegar atividades para outras pessoas (peça ajuda), alongar os prazos de entrega ou mesmo ser realista e cancelar compromissos que não conseguirá entregar.


5 -Tenha consciência que “planos dão errado o tempo todo”, então tenha uma margem de erro, eu sugiro considerar um dia de acerto como 75%. Assim, se você estipulou fazer 10 coisas no dia e fez 9, não tem sentido se sentir um fracasso por isso, seja realista, 7 ou 8 de 10 já tá bom demais.

6 – Se você separar 2 horas para uma atividade, por exemplo, considere um tempo de folga adicional já que você vai tomar água, vai ao banheiro, vai cansar ao longo do dia e já que ninguém mantém uma atenção absoluta por duas horas né. Você também pode intercalar atividades que exigem muito com atividades mais leves.


7 – Planeje o dia, não apenas o trabalho. “Se vai fazer atividade física, limpar a casa, tirar uma horinha pra descansar”, tudo isso deve entrar na conta, caso contrário vai começar a chamar de procrastinação o que é só vida.


8 -Evite distratores, durante sua atividade, deixe de lado celular, músicas que te tiram do foco, procure um ambiente calmo, silencioso, com boa iluminação e conforto, se preciso avise que está trabalhando e prefere não ser interrompido a não ser que necessário. A organização não é uma fórmula de como se “fazer tudo”, ela acaba por te ajudar a construir um pensamento mais realista, onde você entende que precisa de tempo para qualquer coisa e que as atividades serão feitas uma a uma, com isso acaba evitando a ingenuidade do pensamento ansioso de que “vai dar pra fazer tudo” e sua inevitável frustração de “não faço nada direito”.
A organização é primeiro de valores e depois de atividades, uma pessoa organizada acaba por fazer menos coisas com mais eficiência por aprender a pensar onde quer chegar.


Espero que esse texto de ajude… para mais, entre em contato.

Posts Relacionados